domingo, 10 de maio de 2015

Há dias em que temos de ser mais firmes

com os nossos filhos, custa um pouco, mas tem de ser, principalmente se tiverem como eu, uma filha de 4 anos a passar por uma fase de autoritarismo, birras, desafio, choradeira e provocação constante! Não sei se é a tal implicância que tanto se fala entre mãe/filha/mãe mas a realidade é que têm sido dias difíceis principalmente comigo... 

E há dias em que temos de ser mais firmes e somos ponto final
Há dias em que a nossa firmeza roça a frieza (ohhh!)
Há dias em que somos mais firmes e isso pesa na consciência 
Há dias em que não conseguimos
Há dias em que precisávamos de um xanax 
Há dias em que fingimos não ver/ouvir
Há dias em que temos vontade de esganar alguém 
Há dias em que conseguimos fazer psicologia invertida
Há dias em que um abraço resolve tudo
Há dias em que dois gritos arrumam o assunto (shame on me!)
 dias filhas da mãe 

E nada disto abala o amor incondicional que sinto por ela mas abala-me a mim Cláudia profundamente, talvez porque sou o tipo de mãe mais condescendente, mais carinhosa, mais didática, pronto pronto menos firme eu sei... e ela que é esperta como o Pombo (palavras da Dona Laura baseadas na esperteza da personagem dos livros: Não deixem o pombo ficar acordado até tarde e Não deixem o pombo guiar o autocarro) já percebeu como irritar a sua mamã e põe-me constantemente à prova e isoo afecta-me!! 

E pronto, há dias mesmo filhas da mãe, em que tudo o que menos me apetecia era ter "chatices" com uma das pessoas que mais gosto... Mas devem ser dores de crescimento, para as duas!

Enviar um comentário

Instagram

TODAS AS IMAGENS E CONTEÚDOS DESTE BLOG SÃO PROPRIEDADE DE CLÁUDIA GONÇALVES GANHÃO.
NÃO É PERMITIDO COPIAR OU UTILIZAR QUAISQUER CONTEÚDOS DESTE BLOG
PARA QUALQUER FINALIDADE SEM AUTORIZAÇÃO DA MESMA.
© Sunny November. Design by Fearne.