quarta-feira, 11 de maio de 2016

Livro | O Mundo Começa Aqui

Num voo Lisboa-Ponta Delgada devorei 148 páginas das 170 do livro O Mundo Começa Aqui. Voava em trabalho e ao meu lado viajava uma colega que dever ter achado que eu era a pior companhia de viagem de sempre. De tão embrenhada e emocionada que estava nestas páginas, não troquei uma palavra com a minha companhia, não comi a refeição que servem a bordo, nada, só deixei de ler quando me quase expulsaram do avião!
Começo por dizer que antes de ler este livro e com grande pena minha nunca tinha ouvido falar da Inês Fonseca. Felizmente tive a sorte de me cruzar com o livro e de assim encontrar esta autora maravilhosa e de a conhecer um pouco. Fiquei deveras cativada com os seus textos, com a sua forma de pensar, com o seu gosto pela instrospecção, com as suas motivações, com a sua forma emotiva de viver.
Emocionei-me verdadeiramente com a pureza, a verdade das palavras da Inês, identifiquei-me em tantas frases por ela escritas. Senti e partilhei o amor, a amizade, a admiração, a reflexão que a Inês tanto enaltece.
Relexões, introspecções, pensamentos, vivências, convicções, histórias, motivações de uma mulher igual a mim, igual às minhas amigas, uma mulher genuína, sensível e emotiva.
A coragem da sua partilha também me abalou e me prendeu às suas palavras. Durante a leitura pensei várias vezes na coragem da Inês e em como eu gostava de ter essa coragem.

Num dos episódios mais marcantes da sua vida, a Irene diz-lhe: "Inês, não mudes nunca!" e eu reitero: Inês não mudes nunca, continua a tua missão que espero bem sucedida, continua a escrever, continua a amar a música, continua sempre, e se puderes partilha connosco também!
Podia escrever muito mais sobre o que senti ao ler O Mundo Começa Aqui, mas termino com a recomendação sincera da sua leitura e com algumas frases da Inês que mais gostei.

"Crescer pode ser a coisa mais assustadora, no sentido em que nos vamos tornando aquilo que víamos com alargada e instransponível distância"

" Devíamos mudar o que fosse preciso na nossa vida, em busca da felicidade, mas também não devíamos esquecer que - algures entre a busca da felicidade e o compromisso -  há um ponto, um equilíbrio, em que a gratidão e a inquietude também coexistem. Às vezes, antes de procurar mais, de nos focarmos em mudar, devíamos olhar verdadeiramente para as nossa vidas e agradecer"

"... mesmo que a probabilidade de realização seja zero, o simples facto de sonhar dá-nos um certo alento e uma razão extra para sair da cama todas as manhãs"

"E tirar os pés do chão é importante. Tão importante como mantê-los na terra"

O Mundo Começa Aqui | Inês Fonseca | Chiado Editora | 1ª Edição Jan 2016
Boas Leituras!


Enviar um comentário

Instagram

TODAS AS IMAGENS E CONTEÚDOS DESTE BLOG SÃO PROPRIEDADE DE CLÁUDIA GONÇALVES GANHÃO.
NÃO É PERMITIDO COPIAR OU UTILIZAR QUAISQUER CONTEÚDOS DESTE BLOG
PARA QUALQUER FINALIDADE SEM AUTORIZAÇÃO DA MESMA.
© Sunny November. Design by Fearne.