domingo, 11 de dezembro de 2016

Mãe, o mano bateu-me!!!

Mãe, o mano bateu-me! Mãe, não bati nada, a Laura está a mentir!
Mãe, a mana disse que eu era feio! Mãe, a Laura não quer brincar comigo! Mãe, o Lourenço destruiu o meu puzzle! Mãeeeeeeeeeeeeeeeeeeee... Bem vindos à minha casa de loucos!!!
São uns queridos fofos, não são? São uns amores, lindos, maravilhosos, perfeitos, mas não se deixem enganar por estas carinhas larocas e o ar aprumadinho, pois também são uns chatos do caraças e há dias que quase nos levam à loucura! 

Depois de tentarmos mil e uma formas deles se entenderem, de até os termos separado de quarto e de cada um ter o seu espaço, ainda não descobrimos a poção mágica do entendimento dos manos L´s que passam de um extremo ao outro em segundos, do amor ao ódio e muitas vezes sem motivo aparente. Dizem que é normal entre irmãos, mas os 2 filhos únicos não estão habituados a esta guerra aberta e não conseguem lidar muito bem com a situação.
Mas estamos cansados e desistimos de nos meter, eles têm de encontrar o seu ponto de equilíbrio, adoptámos recentemente a estratégia de fazer ouvidos moucos e se a coisa não passar de uns gritos, empurrões de forma moderada não cedemos às queixinhas e às lamurias e vamos tentando fazer a nossa vidinha sem interrupções e sem irmos a correr salvar o injustiçado, o que muitas das vezes também é difícil de identificar.

Se vai resultar não sabemos, mas até à data estão os dois bem, não arrancaram olhos ou cabelos, nem partiram dentes ou cabeças, e os adultos parecem um pouco menos loucos e deixaram de ser mediadores constantes e em que muitas vezes acabavam ainda mais zangados que os pequenos L's!

Se aí desse lado tiverem ideias, sugestões, dicas e afins são bem aceites, ou se só quiserem desabafar também serve pois Pais unidos jamais serão vencidos!

2 comentários

  1. Por aqui também é igual. Tenho uma menina com 5 anos e um menino com 3 e também vivemos essa "suposta normalidade" entre irmãos... às vezes dão comigo em doida mas também tenho notado que quanto menos interferimos mais depressa eles voltam à versão fofinha de amor de irmãos...
    Outra coisa que resulta (quando as brigas são mais "feias") é castigar os dois por igual. Têm tendência a relativizar o que o outro faz e como não há resistência fica mais controlado...
    Boa sorte! :)
    http://omeunomeemae.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sara, concordo consigo, quanto menos interferirmos melhor para eles e para nós!
      Um beijinho

      Eliminar

Instagram

TODAS AS IMAGENS E CONTEÚDOS DESTE BLOG SÃO PROPRIEDADE DE CLÁUDIA GONÇALVES GANHÃO.
NÃO É PERMITIDO COPIAR OU UTILIZAR QUAISQUER CONTEÚDOS DESTE BLOG
PARA QUALQUER FINALIDADE SEM AUTORIZAÇÃO DA MESMA.
© Sunny November. Design by Fearne.