quinta-feira, 8 de junho de 2017

Sinais que a Vida nos dá

Acredito que a Vida nos envia diariamente sinais e que muitas vezes são tão subtis que quase não damos por eles, além de que temos de estar alerta e acima de tudo temos de ter disponibilidade para reparar e pensar nos mesmos. Hoje partilho convosco um acontecimento relativamente recente que se passou comigo...
Sabia que andava cansada, sabia que andava a esticar a corda, sabia que andava a descansar pouco, sabia que a minha cabeça fervilhava de ideias, sabia tudo isso e muito mais (mas tenho a mania que aguento sempre mais um bocadinho), mas não parei, não me ouvi e houve um dia em que me chegou um pequeno sinal, mas decisivo. Nada de grave, mas que me fez pensar e diminuir as rotações...

Numa viagem profissional para a qual tinha comprado bilhete de comboio para fazer a viagem calmamente e para aproveitar o tempo e trabalhar, de manhã dirigi-me à Gare do Oriente, entrei no comboio, estava um Sr. sentado no meu lugar, chamamos alguém da CP para desfazer o mal entendido e a Srª Dona com a mania que não precisa de descansar, portanto eu, comprou bilhete para o dia errado...
Pedi desculpa, dei meia volta, bati com a cabeça na parede (brincadeirinha, mas bem me apeteceu!! ), meti-me no carro e fiz a dita viagem a conduzir, foram mais de 5 horas de condução, inicialmente alguma zanga comigo mesma, mas por fim, com gratidão aceitei o sinal que a vida me enviava, antes que algo de mais grave acontecesse, e prometi desligar-me...
E assim tem sido! Há dias que me esforço um pouco mais e há outros em que me permito somente descansar.

E por aí há histórias para partilhar?


❤ Instagram claudiagoncalvesganhao
❤ Facebook Sunny November

2 comentários

  1. Nós mulheres temos por hábito que somos mais fortes, mais resistentes, que conseguimos ser empregadas, mães, donas de casa, que fazemos tudo e não precisamos de ajuda de ninguém. No fundo queremos mostrar ao Mundo que somos tão ou mais fortes que o Homem mas chega um dia que somos obrigadas a desacelerar o ritmo porque não somos de ferro e o corpo é que paga. Quando nos damos conta já estamos a tomar calmantes e anti depressivos.

    ResponderEliminar
  2. Teimamos em fazer sempre um pouco mais, em dar sempre um bocadinho mais de nós e quanto mais damos mais nos é exigido! É importante que saibamos para, olhar para nós próprios e acima de tudo compreender esses pequenos sinais que a vida tão sabiamente nos envia. E mais importante ainda é pensar em nós, aceitar as nossas fraquezas e limitações, porque amanhã poderá ser tarde...É fácil escrever, pôr em prática é bem mais complicado. Mas este teu texto fez-me reflectir! Obrigada

    ResponderEliminar

Instagram

TODAS AS IMAGENS E CONTEÚDOS DESTE BLOG SÃO PROPRIEDADE DE CLÁUDIA GONÇALVES GANHÃO.
NÃO É PERMITIDO COPIAR OU UTILIZAR QUAISQUER CONTEÚDOS DESTE BLOG
PARA QUALQUER FINALIDADE SEM AUTORIZAÇÃO DA MESMA.
© Sunny November. Design by Fearne.